Como estudar para o vestibular

Estudar para o vestibular é um momento difícil na vida dos jovens. É um momento de transição e desafio o qual muitas vezes é marcado pela insegurança, medo de não passar e por vezes até situações delicadas de saúde como insônia, nervosismo entre outros.

Embora pareça que estudar para o vestibular é muito difícil e exaustivo, não precisa ser assim; só dá essa impressão porque até antes da IntegralMind, nenhum profissional de educação tinha realmente parado para estudar o processo de aprovação vestibular. Utilizando as técnicas da engenharia, coletei dados ao longo de mais de duas décadas para entender o que é preciso para passar com certeza e esses são os resultados:
1. Saber a matéria toda com fluência;
2. Estar emocionalmente tranquilo que apenas a certeza de ter feito tudo que é necessário pra passar pode te dar;
3. Treinar à exaustão não apenas os exercícios mas também a interpretação deles já que a resolução muitas vezes é simples se você sabe o que o examinador quer avaliar.

Essas três metas simples são o que garantem a vaga por exemplo nas faculdades públicas de medicina brasileiras hoje em dia.

Vamos entender uma por uma dessas metas:

O que seria fluência? Sabe quando você bate o olho numa questão de qualquer área da vida que sabe bem e responde feliz e satisfeito com certeza da resposta certa? Então, é assim. Mas com a prova inteira do vestibular. Obviamente parece impossível fazer isso mas não é, apenas da bastante trabalho que se for feito de maneira
organizada e focada, gera resultados certos e mensuráveis.

1. Fluência:

Para chegar na fluência – assim como as crianças que aprendem a falar sua língua mãe – é necessário prática. Uma exposição contínua dos conteúdos à serem assimilados juntamento com tempo para processamento e assimilação destes. Ou seja, a tática do cursinho de ficar entupindo o aluno de coisa sem dar tempo pra assimilar, não funciona.

Imagine que você acaba de conhecer uma pessoa interessante que te conta toda a história da vida dela em bastante detalhe e muito rápido. O que você conseguiria reter de toda uma vida de experiências? Certamente apenas linhas gerais. Mas o vestibular pede que você saiba toda essa história como se fosse a da sua própria vida.

O estudo para o vestibular focado em adquirir fluência tem que ser feito em linhas gerais da forma descrita a seguir:
– Exposição resumida e adequada ao nível do aluno sobre aquele conteúdo, isto é, aulas boas ou um bom livro;
– Treino com exercícios básicos e intermediários, construindo o saber aos poucos.
– Após conseguir segurança, iniciar o treino com exercícios dos vestibulares que incluem a interpretação pesada além da matéria em si.

Isso garante que a fluência seja atingida no menor tempo possível. Claro, quanto mais conteúdos prévios bem assimilados o aluno tiver, menor o tempo para que ele complete todo o conteúdo.

Mas é importante fazer dessa forma com todas as matérias para passar um pente fino e garantir que todos os conteúdos estejam sabidos com essa fluência. Senão fica como no cursinho, você assistiu a aula, se convenceu que sabe mas erra na hora da prova.

2. Tranquilidade real:

Ficar tranquilo na hora da prova não é algo que você faz ou pensa na hora da prova, é feito ao longo de todo o seu ano de trabalho. Quanto mais bem feito for seu trabalho, mais tranquilo estará com a prova e as questões. Claro que um friozinho na barriga na hora pra valer sempre vai rolar né? Mas isso não é algo que atrapalha ou causa erros e sim é a antecipação da vitória.

Além de um estudo bem feito e tranquilo, no qual você sinta de verdade que aprendeu tudo no nível necessário pra passar, algumas outras coisas são importantes. Ter hábitos saudáveis, bom tempo de sono e fazer atividade física, se alimentar direito, blá blá blá. Aquela ladainha lá que você já conhece.

A questão é: “Porque você, mesmo sabendo, não consegue fazer o que precisa e é bom pra você? ”

 

Pra isso usamos na IntegralMind a Terapia Educacional, que é uma forma científica de buscar pelas causas e te conscientizar dos efeitos negativos das suas posturas e hábitos que te impedem de ter melhor desempenho na prova.

Com boa intenção da sua parte e boa ajuda profissional especializada, ficar em paz com a prova acontece naturalmente.

3. Treino à exaustão:

Aqui a ajuda especializada do cursinho individual da IntegralMind é recomendada. Também é possível fazer sozinho, mas o que aqui é feito em um ano, normalmente os aprovados na FMUSP demoram cinco ou seis anos fazendo sozinhos. Isso quando não ficam meio pirados no meio do caminho.

Não é novidade que temos que fazer exercícios pra passar. Mas quais e quantos exercícios? O cursinho fala TODOS. Inclusive para aquelas faculdades que você não vai prestar. E depois de te dar 10hs por dia de aula quer que você faça mais 20hs por dia de exercícios. Se repararem essa conta não fecha. Os cursinhos usam uma propaganda de que mais é melhor. Forte é quem dá um
monte de coisa pra aluno vagabundo não ficar sem fazer nada.

Mas e pra você que estuda direitinho? Será que não tem uma coisa certa PRA VOCÊ? É uma analogia simples pra provar que esse excesso descuidado não funciona. Pense em beber aguá por exemplo; beber pouco não é bom mas só porque quem passa bebe água, você tem que tomar 50L por dia sem respirar?
Acho que não né.

A dica aqui é: procure se ligar do que é óbvio e se encaixa no seu caso ao invés de fazer o padrãozão que alguém mandou. Veja pra você o que realmente está acrescentando e o que se tornou perda de tempo, tanto por ter aprendido quanto por não conseguir aprender e travar, como acontece em exatas.

A chave do sucesso do treino é saber o que e quanto treinar; assim
pode usar o tempo e energia para treinar o que você precisa aprender e ganhar pontos e não ficar se cansando à toa e ainda perder a vaga.

 

Depois de muito tempo os alunos entendem o que precisam fazer e como; às vezes com um ano de cursinho tradicional já sentem um pouco isso. Fazer mais um ano no mesmo esquema é desperdício. O que é preciso aqui é conhecer cada aluno e saber avaliar tudo o que se sabe fazer no nível que precisa pra passar e no que tem ainda que melhorar. Aqui na IntegralMind fazemos isso pra você durante o coaching para medicina ou no coaching vestibular para outras carreiras então se quiser saber mais, entre em contato para conversar e avaliaremos o seu caso específico.

Ficou interessado? Entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *